Blog da Laura Peruchi – Tudo sobre Nova York
gastronomiaturismo

O que fazer no Chelsea e Meatpacking em Nova York?

Quando a gente fala sobre Chelsea e Meatpacking District em Nova York, muita gente relaciona a região a dois pontos famosos: Highline Park e Chelsea Market. A verdade é que essa área charmosa da cidade merece mais atenção sua: há várias possibilidades de programas interessantes e nada óbvios, que vou listar no post de hoje. Mas, começando com uma curiosidade: você sabe a origem do nome Meatpacking? Em 1900, a área contava com mais de 250 matadouros e frigoríficos, e, por isso, recebeu esse nome. Meat significa carne. É tão interessante ver a transformação dos bairros numa cidade, né? Hoje, trata-se de um lugar cheio de grifes famosas. Para termos de localização, Chelsea engloba a região que vai da 14th Street até a 34th Street, entre a 6th Avenue e a 11th Avenue. Já o Meatpacking District é uma área bem pequena, que engloba a região entre a Gansevoort St e a 14th St, e a Hudson St e a 10th Avenue.

Vamos conferir as dicas?

Highline Park – O Highline é, provavelmente, a atração mais famosa dessa região. Trata-se de um parque construído em uma antiga linha elevada de trem, que foi inaugurada em 1934. O uso da ferrovia foi diminuindo até a década de 60 e, já no início da década de 80, ela não era mais utilizada. Em 1999, começaram os movimentos para impedir a demolição da ferrovia. Em 2009, o parque começou a receber seus primeiros visitantes – e, neste ano de 2018, está inaugurando sua última fase. O que era pra ser abandonado e demolido, transformou-se em um espaço utilizado por moradores e turistas. Honestamente, eu acho o parque mais interessante durante a primavera/verão, mas não dá pra negar que é um passeio bacana e proporciona novas perspectivas da cidade. Ele começa na rua 14 e vai até a rua 34, interligando-se com o novíssimo Hudson Yards.

Chelsea Market – clássico dos clássicos dessa região, o Chelsea Market era uma antiga fábrica da Nabisco. E foi nessa fábrica que a Nabisco inventou o Oreo, em 1912! Em 1959, a empresa mudou. Um investidor comprou a propriedade em 1990 e o Chelsea market nasceu em 1997! Mas, a placa da Nabisco ainda está lá, logo após a entrada principal.  Hoje, o Chelsea Market  abriga 58 lojas e restaurantes. É uma delícia passear e explorar o que o mercado tem a oferecer, mas ele costuma ser bem movimentado entre meio-dia e 3 da tarde, então leve isso em conta. Dentro do Chelsea Market, tenho algumas recomendações: a loja da Anthropologie, com uma curadoria incrível de roupas, decor e beleza e a área de Artists & Fleas, que fica ao final do mercado, com vendedores independentes e comércio de itens usados. Para comer, minhas recomendações são: Friedman’s Lunch (o burger de falafel deles é simplesmente perfeito), Beyond Sushi (especializado em sushi vegano, uma delícia!), LOS TACOS No.1 (para comida mexicana – tacos), The Lobster Place (um favorito dos amantes de lagosta). Não deixe também de parar no Spices and Tease, para comprar temperos e especiarias.

Google – talvez muita gente não saiba, mas o Google comprou o prédio do Chelsea Market esse ano, numa negociação bilionária. Muita gente me pergunta sobre visitar os escritórios de empresas como o Google, Facebook e Pinterest aqui em Nova York – e, sinto informar: a não ser que você tenha um super amigo pra descolar isso pra você, essas empresas não são pontos turísticos. Mas, nesse ano, o Google lançou uma novidade: Grow with Google. Aqui em Nova York, eles contam com o NYC Learning Center, que oferece aulas gratuitas de marketing digital, produtividade, entre outros. Tudo em inglês. Vocês podem conferir o calendário e fazer inscrição no site.

  • A título de curiosidade, o escritório e os estúdios do Youtube ficam no Chelsea Market. Criadores de conteúdo com um determinado número de inscritos podem usar os estúdios para gravação. Além disso, há cursos, eventos e workshops.

Gansevoort Market – o Chelsea Market não é o único “mercadão” da região. Nao muito longe dele está localizado o Gansevoort Market. Ele tem uma estrutura bem menor e seu foco é todo em alimentação, com opções para lanches ou refeições mais completas. Há pizzas, ceviche, saladas e muito mais. Um dos destaques fica por conta do Duchess Cookies, logo na entrada. A proprietária trabalhou muito tempo na equipe do Chip NYC (um dos melhores cookies, na minha opinião) e agora tem sua própria marca. A variedade de cookies é incrível, o cheirinho é irresistítvel – assim como o sabor.

Starbucks Reserve – em circunstâncias normais, eu diria para vocês não perderem tanto tempo em Starbucks aqui em Nova York. Acho que não é novidade que há centenas de unidades na cidade né? Mas, se você é apaixonado por café, vai querer dar uma passadinha na Starbucks Reserve, que fica na região. As unidades da Starbucks Reserve são bem diferentes dos cafés convencionais – e essa unidade em Nova York foi a quarta dos seis endereços de Starbucks Reserve planejados em todo o mundo. O lugar é enorme, conta com bares para cafés, coqueteis, bolos e cookies. Além disso, há vários apetrechos para quem curte café, como French Press, canecas e coadores.

Samsung 837 – se você curte tecnologia, um outro local bacana para conhecer aqui na região é o Samsung 837. Não é uma loja. A Samsung 837, como é chamada, se classifica como um “playground digital”. Ali você pode vivenciar e experimentar todos últimos lançamentos da marca, fazer reuniões em suas mesas, tomar um café e até curtir um som enquanto um dos DJs residentes comanda a playlist ao vivo. O mais incrível? Ali não se vende nenhum produto da marca. O objetivo não é esse. A Samsung quer – e espera – que quem visite se dê alguns minutos para conhecer e vivenciar um pouco mais a marca. Dá pra brincar de realidade virtual e também aproveitar os eventos promovidos no espaço com telão gigante – a maioria dos eventos é grátis e você pode conferir a programação no site.

Restoration Hardware – as escadas maravilhosas da Restoration Hardware são apenas um detalhe da lindeza que é essa loja.A RH se dedica à curadoria de design e estilo no mercado de luxo, oferecendo móveis, iluminação, têxteis, tapetes, itens para banheiro e muito mais. A loja é maravilhosa – e mesmo que não esteja no seu budget, acho que pode ser fonte de inspiração ou colírio para os olhos de quem curte decor & design. Ah, tem um café no terceiro andar, com mesas na sacada.

RH Restaurant – no rooftop da Restoration Hardware está localizado o RH Restaurant. Com uma decoração tão incrível quanto a da loja, o local tem uma vibe charmosa e abre para almoço e jantar. Para almoço, o preço dos pratos principais fica entre U$20 e U$33. Para o jantar, entre U$24 e U$58. A comida é gostosa e bem preparada, nós provados o Truffled Grilled Cheese e o Burger e tudo estava delicioso. Também curtimos muito o atendimento! Você pode conferir detalhes do menu e fazer sua reserva clicando aqui. Tem também uma parte externa, com mesas livres para quem quiser sentar (você pode pegar um drink, por exemplo e ficar curtindo).

Whitney Museum – com nove andares, o museu é dedicado à arte contemporânea americana, com um foco especial em obras de artistas vivos. O Whitney é dedicado à coleta, à conservação, à interpretação e à exibição da arte americana, e sua coleção é indiscutivelmente a melhor exploração da arte desse país no século XX no mundo. O local também conta com um rooftop com vista de tirar o fôlego. Pague o que quiser às sextas, das 19h às 22h. Outros dias e horários: U$25.

Le Bain – é uma divertidíssima e hypada balada penthouse que fica no hotel The Standard, no High Line, no Meatpacking District. Além da balada com música animada, a Le Bain possui um rooftop com deslumbrante vista de Nova York. É possível transitar entre os dois locais por meio de uma escada que dá acesso ao rooftop. Além da visita noturna, vale a pena subir para um drink no pôr-do-sol, e se for verão, saborear um dos crepes no gramado do rooftop ou ainda participar de uma das Sunset Parties que normalmente acontecem aos sábados. Ah! No verão há uma piscina (pequena) no meio da balada. Não esqueça sua identidade!

  • E se quiser ver esses lugares com mais detalhes, é só assistir ao vídeo abaixo!


Leave a Response